sábado, agosto 15, 2020

Em uma primeira aproximação com as canetas Copics, a atenção do interessado volta-se imediatamente ao valor cobrado pelo produto. Não é para...

15/08/2020 - Terapia das Copics

Nenhum comentário:
 

Em uma primeira aproximação com as canetas Copics, a atenção do interessado volta-se imediatamente ao valor cobrado pelo produto. Não é para menos, esse material se destina ao uso profissional, precisando ter qualidade inquestionável e sua procura deve ser garantida e bem referenciada. Quem busca qualidade, sabe ser preciso desembolsar mais para ser atendido em suas necessidades - quiça também ser surpreendido. Tendo em vista esse papo todo, há quem use das Copics para trabalhos não rentáveis, ou não remunerados e ainda assim, queira desfrutar das enormes vantagens de se colorir e desenhar com resultados excelentes, mesmo doendo no bolso.
Colocando algumas cores em meus sketchs.
Esse é o início de qualquer assunto envolvendo Copics. Por isso o utilizei como introdução. Acrescento que meu Kit foi montado ao longo de 4 anos, aproveitando oportunidades como Black Fridays e promoções relâmpagos. Tendo paciência e atenção ao mundo ao redor, pode-se economizar bastante. É legal a compra paulatina porque vai-se entendendo o funcionamento das canetas, testando as cores e buscando a melhor combinação na hora de elaborar uma paleta. Envolvendo Copics, é muito bom não ter muita pressa mesmo... O alto padrão das canetas também deve ser acompanhado de boas escolhas de cores e o mínimo de estudo sobre como utilizá-las.
Sou caidinho por esse meu kit.
Meu kit tem 36 cores, escolhidas segundo meus gostos pessoais e uma paleta que eu já havia montado em meu computador, a qual até transformei em hexadecimal (não bato bem). Antes disso, iniciei com os tons de cinzas. É muito indicado a quem está pensando em uma bela paleta colorida, que parta dos Tons de Cinzas: Cinzas Neutros, Cinzas Frios e os Cinzas Quentes. Pelo menos três numerações de cada - ou seja, pode-se começar com três canetas. Tendo-as em mãos, embora a caneta seja tão boa, nada garante que o artista já vá fazer e acontecer nas primeiras tentativas... Como sabemos que é em todas as coisas em nossas vidas.

A utilização desse material requer um certo feeling e prática. Sempre com pontos a mais para quem já lida com pintura usando outros materiais, ou até mesmo coloriza digitalmente. Um iniciante pode ter uma ou duas experiências frustrantes. Mas passados os estágios iniciais, a utilização de Copics agrada bastante durante todo o processo, trazendo bem-estar e satisfação também com os resultados. Acompanhado daquela sensação meio fetichista... Por mais engraçado que isso possa parecer. Portanto, além de dar uma valorizada nos desenhos, as Copics também servem como terapia.
Apetrechos de usuário de Copics.
Para encerrar o post, preparei alguns links para quem queira se aprofundar com as Copics. Que também servem para usuários já experimentados.

Para entender o sistema de cores das Copics.
Blog Dezaina: Como usar Copic Markers – O sistema de cores – Parte I (cinzas)
Blog Dezaina: Como usar Copic Markers – O sistema de cores – Parte II
Blog Dezaina: Dica para ter muitas cores com poucas canetas

Vídeos complementares para tirar dúvidas.
Crás: Marcadores Copics no Brasil
Crás: Como Escolher as Cores
Mary Cagnin: Como usar Copic Markers: Misturando cores
Mary Cagnin: Como usar Copic Markers: Tons de pele
Mary Cagnin: Como usar Copic Markers: Tons de Cinza

Nenhum comentário:

Postar um comentário