quarta-feira, setembro 18, 2019

Autopublicar-se é uma possibilidade real, e incrivelmente ao alcance de qualquer um. Basta estar disposto, ter o material e escolher o veíc...

Autopublicar-se é uma possibilidade real, e incrivelmente ao alcance de qualquer um. Basta estar disposto, ter o material e escolher o veículo. Guardar algum dinheiro para bancar uma publicação pode levar alguns anos, exige um certo sacrifício, no entanto, é uma realização que se fixada como meta, pode ser alcançada.

Mas há também a internet, essa velha aliada do quadrinista independente. A quem já arraigou certo público, a internet permite financiamentos coletivos, recurso já comprovadamente responsável por trazer bons resultados a projetos de artistas realmente dispostos de tempo e dedicação para preparar uma boa campanha. Também temos a opção da publicação online, a qual os requisitos mais básicos são a HQ feita e a criação de uma conta em uma das várias plataformas digitas disponíveis - com custos extremamente reduzidos.

terça-feira, setembro 03, 2019

A direção para a qual um traço progride sempre parte das referências do artista. Ele persegue o que mais o atrai. Comigo não é diferente. N...

A direção para a qual um traço progride sempre parte das referências do artista. Ele persegue o que mais o atrai. Comigo não é diferente. No momento que encaro minhas próprias produções, vejo que, embora unido às minhas maneiras, há vestígios de muito do que tenho por inspirador.
 
Por esse motivo, acabei revendo meu Influence Map, mapeando com mais cuidado minhas referências e tornando-o bem mais enxuto que os anteriores. Seria inevitável fazer isso mais cedo ou mais tarde, pois não sou um poço de influências artísticas como já me imaginei - ao contrário disso, o simplismo fala muito mais por mim.