sábado, julho 04, 2020

Ignorando o poder financeiro de um autor, assim como o seu networking e o público que já alcança, vamos supor que ele queira lançar um proj...

Ignorando o poder financeiro de um autor, assim como o seu networking e o público que já alcança, vamos supor que ele queira lançar um projeto independente no qual acredite. Fora dos meios de incentivo à cultura e dos patrocínios, publicar-se tem custos. Mas, caso a possibilidade possa ser considerada e é a vontade do autor, chegamos a um dos grandes momento de sua vida. Autopublicar-se no suporte impresso extrai algum suor e também lágrimas de quem for empreender. Porém, há como fazer com que os orçamentos sejam mais enxutos e o trabalho figure um aprendizado a se levar como bagagem para o resto da vida.

Como já fiz isso duas vezes, aprendi algo sobre o qual posso falar um pouco. Foram vitórias, mesmo tendo me lançado nessas aventuras aos trancos e barrancos. Para não exceder minhas finanças, decidi que faria eu mesmo o máximo possível do exigido em uma publicação: trataria todo o volume de capa à contracapa. Desse jeito, minhas publicações foram quase que 100% resultantes de meus próprios esforços. Paguei apenas pelas revisões textuais. Ter que custear diagramador e designer não seria barato.
Prisma Negro - Minha primeira HQ impressa.

terça-feira, junho 23, 2020

Minhas decisões de mudanças muito bruscas sempre se mostraram ser as piores e nunca me levaram muito longe. Escolher uma segunda-feira para...


Minhas decisões de mudanças muito bruscas sempre se mostraram ser as piores e nunca me levaram muito longe. Escolher uma segunda-feira para me tornar um atleta, iniciar uma dieta ou mesmo aplicar-me a um novo estudo, sempre lançou-me ao fracasso. A experiência me mostrou do equivoco que é pensar na disciplina como algo com data e hora marcadas para acontecer.
 
O avanço gradual de um plano ou projeto ganha estruturas bem mais firmes quando acontece em etapas e é cultivado com o tempo de maturação necessário para se manter. Antes de me pôr em uma prática, tenho a ideia, avaliado-a se é melhor - ou tão atraente - quanto a realidade que vivo, para então, persegui-la e vivê-la segundo a vontade e a profundidade desejada.
Versão Mangá da Lucy e um estudo de personagem.

quarta-feira, junho 03, 2020

Recordo de identificar posturas problemáticas no colégio seminarista onde me formei no ensino médio, porém jamais de ter presenciado nele q...

Recordo de identificar posturas problemáticas no colégio seminarista onde me formei no ensino médio, porém jamais de ter presenciado nele qualquer inadvertência didática. Nossas queixas, como alunos, não eram por lacunas de conhecimentos - deles éramos alimentandos até não dar mais conta -, nossos mestres nunca deixaram qualquer questionamento sem explicações coerentes ou com menor profundidade. Foi lá que conheci os/as melhores professores/as de toda a minha vida.

A professora de Educação Artística poucas vezes deixou de escrever a nota máxima em minha caderneta, embora eu a decepcionasse frequentemente com atitudes imbecis de um adolescente. A admiração mútua, entre eu e ela, fez-me tornar um verdadeiro "teacher's pet".  E isso não era por ser uma matéria "fácil" - como eu disse acima, nada era facilitado -, e sim porque o que eu fazia naquelas aulas era com sinceridade e interesse a cima da média.
Uma de minhas paletas prediletas.

sexta-feira, maio 15, 2020

Se, por algum motivo, alguém resolver realizar uma escavação no que está incutido nas versões mais atuais do elenco do Ato Falho, pode ter ...

Se, por algum motivo, alguém resolver realizar uma escavação no que está incutido nas versões mais atuais do elenco do Ato Falho, pode ter algumas surpresas inesperadas. Com o Martin Holster não poderia ser diferente. Essa figura excêntrica, que carrega consigo um relativo carisma como fanfarrão, drogado, abjeto, viajão, etc... É uma crítica à superficialidade por trás de uma fama construída sobre o mais puro marketing e da falsidade presente na cena musical do Rock mundo afora.

Holster é uma ode aos grandes representantes da cultura que caracteriza, uma homenagem àqueles que viveram o Rock´n Roll, tornando-se verdadeiros deuses estereotipados e parte do imaginário coletivo. Esse controverso personagem deseja se perpetuar não só pela música, mas também por sua questionável biografia, indo na contramão da "linha de produção" musical em evidência na atualidade.
Trono Negro.

sexta-feira, maio 01, 2020

Minhas publicações on-line só são possíveis se houver algum tempo livre e um aparato técnico adequado. A trinca essencial para esse percurs...

Minhas publicações on-line só são possíveis se houver algum tempo livre e um aparato técnico adequado. A trinca essencial para esse percurso é o básico: um computador, um celular e acesso à internet. Com isso já tenho algo para fazer. Quanto ao tempo, procuro gerenciá-lo de forma a tirar melhor o proveito possível e ao meu alcance. A intenção é a de ter um bom nível de metodologia e organização para atingir um patamar que me agrade o bastante.

Todo o planejamento e o trabalho para minhas publicações fazem uma travessia desde a inspiração/pesquisa, passando pela concepção, até a finalização digital. E é aí que meus afazeres são abençoados pelas minhas ferramentas prediletas. No que tange ao planejamento como um todo, elas têm recursos que realmente tornam as coisas mais rápidas, mais fáceis e bem mais organizadas